HORTA: ALHO-PORÓ

Alho-poró na quiché, no risoto, no suflê, na salada de maionese. De folhas longas e raízes branquinhas, o alho-poró foi plantado mesmo em nosso coração. Para ali ficar, foi fácil: com a raiz já separada do talo, a deixamos em um recipiente raso com água. Depois de uma semana, replantamos o broto em um vaso com terra preparada. Após alguns meses, lá estava ele de novo: grande, bonito, pronto para sempre voltar. Que a eternidade salve o alho-poró, amém. #BRASAhorta

06-10